Quanto custa viajar para o Chile

Como ir e Quando ir?

O Chile é um destino famoso no inverno por causa do Valle Nevado e demais estações de esqui, acaba sendo uma opção bem próxima pra nós, brasileiros, termos contato com a neve. Mas o Chile é um pais que eu considero interessante para se conhecer o ano todo, até porque durante o verão tem diversas opções de passeios que só podem ser feitas com muito calor como por exemplo, os termas de Embalse del Yeso.

Então pra mim a melhor época de ir ao Chile é a época que você puder viajar. Eu sou uma turista que fujo sempre de altas estações não só pelo preço, mas também pelas atrações estarem sempre muito movimentadas. De toda forma, vou compartilhar as dicas que recebi quando fiz a minha viagem para Santiago.

Morar o Nordeste tem uma série de vantagens mas viajar para fora do país com certeza não é uma delas. Passagem daqui para qualquer lugar do mundo é caro e por isso o valor mais em conta que consegui foi pela MaxMilhas por R$ 1.250, ainda ganhei um descontinho usando cupom do “cupom válido” que sempre lembro de procurar antes de fazer qualquer compra online.

 

Quando tempo e Onde ficar?

Para conhecer Santiago e cidades vizinhas dá pra se fazer em 5 dias, mas caso queira incluir Vale Nevado é necessário um dia a mais. Caso queira fazer uma viagem de Santiago casando com Deserto do Atacama é preciso ir de avião e acrescentar mais dias ao roteiro.

Os bairros mais indicados para se hospedar são o Centro (que eu não sou fã de me hospedar no centro de nenhuma cidade) e os bairros de Providência e Los Condes. Optamos por Providência que era bem próximo ao Costanera Center. Em relação aos passeios não tem problema porque as empresas de turismo pegam a gente onde tiver hospedado e sim pela mobilidade de passear a pé a noite, sair procurando barzinhos, tudo isso foi decisivo na escolha da localização. Ficamos na Av. Nueva Lyon, que é uma avenida muito movimentada e cheia de bons restaurantes e bares por perto. Nós encontramos o flat no Booking e pagamos R$ 240,00 a diária.

Câmbio e quanto custa

Não é à toa que muita gente compara Santiago a Londres e acha o Chile a Inglaterra da América Latina. Descobri na prática o motivo dessa comparação é que lá nosso real vale nada por lá. kkkkk Mas de toda forma, vai a dica: o melhor lugar para trocar dinheiro são as casas de câmbio na Rua Augustas, pertinho da Plaza das Armas.

O que fazer?

Tem diversos roteiros de bate e volta para fazer de Santiago para diversos lugares e cada um tem um vlog, espero que ajude na organização da sua viagem pro Chile.

– Cajon del Maipo e Embale del Yeso aqui;

– Viña Del Mar e Valparaiso aqui;

– vinícola Concha y Toro tem nesse post aqui;

– Isla Negra tem nesse post aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo